Atenções divididas

Texto originalmente publicado em: http://trivela.uol.com.br/inglaterra/atencoes-divididas

Recebi essa semana um e-mail do Manchester United. A mensagem – obviamente automática – me convidava para ser parte do fã-clube online do clube com uma mensagem em português que em resumo dizia o seguinte: “Nossos torcedores fazem uma grande diferença. Para fazer a diferença, cadastre-se aqui”.

Tive a oportunidade de visitar Old Trafford em 2011 e talvez meu e-mail esteja no banco de dados do clube desde então. Outra hipótese é que isso seja resultado de algum mailing  desses tantos que nos inscrevemos e nem recordamos. Deixemos a investigação de lado. Este convite virtual para ser parte do fã-clube do United é o gancho dessa coluna: a relação entre times e torcedores geograficamente distantes.

Usemos como parâmetro o público brasileiro – o asiático já foi conquistado faz tempo. Clubes considerados globais como Real Madrid, Milan e o próprio Manchester United, desenvolvem sites em diversos idiomas, além de excursionar por diversos lugares do planeta em períodos de pré-temporada. A ascensão da popularidade dessas equipes aqui no Brasil é visível há algum tempo. A diferença de uns anos para cá é o interesse despertado por clubes menores ou por campeonatos outrora esquecidos. Antes tema de alucinados por futebol, hoje observamos mais e mais pessoas debatendo os destaques de Newcastle, Mallorca ou Fiorentina. Às vezes também sabem quando ocorrerá o próximo clássico do futebol turco.

Há os que acham isso empolgante e os que tratam com desprezo. Entre os que desdenham, o argumento é de que o torcedor de arquibancada tem uma relação diferente com o time, mais próxima e pessoal. Afinal, acompanhar uma rotina de jogos in loco torna-se impossível caso seu time esteja em outro continente (se você é milionário, favor desconsiderar a última frase). Apesar de bastante familiarizado com futebol internacional, confesso ainda estranhar quando leio sobre aqueles que torcem apenas por um clube europeu. De qualquer forma, ser bairrista e achar que esses fatores externos não são concorrência na hora de conseguir a atenção do torcedor é um erro tremendo de qualquer departamento de marketing.

Negar a presença desses clubes no nosso cotidiano é negar o óbvio. O que começou com uniformes e videogames hoje está presente nas televisões – incluindo emissoras abertas – internet e nas conversas de segunda-feira. A consequência são pitacos sobre a escalação do Bayern Munique ou críticas ao técnico da Internazionale. Achar que mais pessoas virão sem o menor esforço é ingenuidade.

E mais: times brasileiros poderiam tentar fazer o mesmo. Dentro do Brasil, podemos ter torcedores de outras equipes em diferentes regiões que invariavelmente são simpáticos a um segundo clube. A América do Sul também se apresenta como mercado em potencial mas para que propostas assim se realizem, seria importante que as diretorias trabalhassem em conjunto (e aí entramos na infelizmente famigerada discussão sobre a liga de clubes).

Antes que algum dirigente ou profissional de marketing esportivo diga que isso é bobagem, duas perguntas: quantas camisas de times nacionais foram preteridas na compra por uniformes europeus? Quantas pessoas deixaram de ir ao estádio para assistir algum clássico na Espanha, Itália ou Inglaterra? Vale a pena pensar.

Acompanhe no Twitter: www.twitter.com/juniorlourenco

Advertisements

About Junior Lourenço
25 anos, jornalista e publicitário. Editor do blog É Pênalti e do 30jardas – a comunidade do polo brasileiro (http://www.30jardas.com.br). Colunista de Marketing Esportivo do site Trivela.com- (http://trivela.uol.com.br/especial/marketing/) Siga também no twitter – http://www.twitter.com/juniorlourenco

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s