Mourinho contra a maré

José Mourinho é o melhor técnico da atualidade, na opinião de muitos e dele próprio.

Aliás, as opiniões de Mourinho sempre ganham forte repercussão. O português não está na lista dos que praticam o politicamente correto incorporado ao futebol há algum tempo.

Qualquer declaração que foge dos clichês é taxada como bombástica e polêmica. Mourinho não se importa com isso. Disse essa semana que infelizmente no futebol não se pode dizer o que pensa, mas ele mesmo assim o faz.

Algumas de suas frases também servem para alimentar o ambiente do futebol que cada vez menos tem figuras como ele.

É ambicioso, quer sempre o melhor e não faz média nas entrevistas. Como dizer que não é o mais bem-sucedido atualmente tendo ganho tudo o que disputou em 2010?

Para completar o excelente ano, só mesmo uma vitória contra o Barcelona na casa do rival, nesta segunda feira. Mas uma eventual derrota não deve abalar a moral do treinador pelos lados de Madrid.

As entrevistas de Mourinho são atrações à parte

Siga também no twitter: http://www.twitter.com/juniorlourenco

Liga dos Campeões: quinta rodada

A estratégia do presidente da Uefa, Michel Platini, em distribuir mais vagas para países com menor expressão funcionou no aspecto político, agradando um número maior de confederações. Também é sempre interessante ver diferentes equipes na maior competição entre clubes do mundo.

Porém, não se pode negar que tudo isso interfere diretamente no nível técnico do torneio deixando a fase de grupos cada vez mais previsível. Nesta edição com uma rodada a ser jogada, apenas três vagas estão em aberto e ainda assim na matemática, afinal Copenhagen, Roma e Arsenal estão com um pé nas oitavas de final.

Resta somente a briga para fugir da segunda colocação no grupo, evitando assim um forte rival já na próxima fase. Milan e Internazionale nesse momento estão na vice-liderança de suas chaves, e poderiam entrentar Barcelona e Real Madrid, por exemplo.

As emoções estão mesmo reservadas para os playoffs em Fevereiro. Ou ao menos o sorteio dos confrontos em Dezembro.

Confira os resultados da quinta rodada:

Grupo A

Tottenham(ING) 3×0 Werder Bremen(ALE)
Internazionale(ITA) 1×0 Twente(HOL)

Grupo B

Schalke 04(ALE) 3×0 Lyon(FRA)
Hapoel Tel-Aviv(ISR) 3×0 Benfica(POR)

Grupo C

Valencia(ESP) 6×1 Bursaspor(TUR)
Rangers(ESC) 0x1 Manchester United(ING)

Grupo D

Rubin Kazan(RUS) 1×0 Copenhagen(DIN)
Panathinaikos(GRE) 0x3 Barcelona(ESP)

Grupo E

Roma(ITA) 3×2 Bayern de Munique(ALE)
Basel(SUI) 1×0 Cluj(ROM)

Grupo F

Spartak Moscou(RUS) 0x3 Olympique de Marselha(FRA)
Chelsea(ING) 2×1 Zilina(ESQ)

Grupo G

Auxerre(FRA) 0x2 Milan(ITA)
Ajax(HOL) 0x4 Real Madrid(ESP)

Grupo H

Partizan(SER) 0x3 Shakhtar Donetsk(UCR)
Braga(POR) 2×0 Arsenal(ING)

Siga também no twitter: http://www.twitter.com/juniorlourenco

Espetáculo português

Portugal não fez uma boa Copa do Mundo. As críticas ao trabalho do então técnico Carlos Queiroz só aumentaram depois do começo irregular nas eliminatórias da Eurocopa 2012. Para seu lugar entrou Paulo Bento e com ele a expectativa de melhores resultados.

O amistoso contra a Espanha tinha um peso para os portugueses. Era a hora de mostrar que a seleção mudou e nada melhor do que diante dos campeões do mundo, seus históricos rivais.

E foi um passeio. 4 a 0 e de quebra um golaço mal anulado de Cristiano Ronaldo. Foi o cartão de confiança que Paulo Bento precisava para seguir em busca da classificação para o torneio continental.

Já a Espanha levou a segunda goleada em amistosos pós-Copa. A seleção de Vicente Del Bosque também perdeu por 4 a 1 para a Argentina. É muito para quem ficou tanto tempo invicta.

Para os espanhóis fica a lembrança: nas oitavas de final da Copa derrotaram Portugal por 1 a 0. Placar menor mas infinitamente mais importante.

Outros clássicos

Mais rivalidade nos outros amistosos pelo mundo. Com Laurent Blanc no comando, a França demonstrou nova postura e venceu os ingleses por 2 a 1, em Wembley. Resultado impactante para os dois lados.

Enquanto isso, a Argentina venceu o Brasil pelo placar mínimo, com golaço de Messi. Onde foi o jogo? No Brasil? Na Argentina? Não, no Catar.

Vai entender…

Siga também no twitter: http://www.twitter.com/juniorlourenco

O clássico de Milão – Internazionale 0x1 Milan

No esquema tático de Massimiliano Allegri, Zlatan Ibrahimovic é a referência de ataque do Milan. Mas no jogo de ontem essa nomenclatura foi muito além da teoria.

Ibra foi mais que uma simples referência em diversas jogadas ofensivas dos rossoneri. No segundo tempo, com a Inter mantendo a posse da bola no campo de ataque, o sueco esperava isolado, até que algum companheiro seu fizesse o desarme e chutasse pra frente. Dominava, ganhava tempo, sofria faltas e puxava contra-ataques.

Aliás, a posse de bola da Inter não significou pressão. Mesmo contando com diversos jogadores avançados ao longo da partida, o time de Rafa Benítez foi pouco objetivo. A temporada não está boa para o técnico espanhol que vê os rivais da cidade abrirem seis pontos no campeonato italiano.

O placar? 1 a 0 Milan. O autor do gol? Ibrahimovic, de pênalti. Quem sofreu o pênalti? Ele, Ibra.

Não à toa a torcida já tem uma música para o sueco, uma paródia do que era cantado para Kaká:

“Siam venuti fin qua per vedere segnare Ibra (Viemos até aqui para ver o Ibra marcar)”.

Milan lidera com 26 pontos

Siga também no twitter: http://www.twiter.com/juniorlourenco

Quer ganhar?

Alguns temas são recorrentes quando chegamos ao fim do Campeonato Brasileiro. Um deles é a entendiante série de perguntas do gênero “time A vai entregar o jogo para prejudicar o time B”? Mais do que um problema grave, isso é uma pauta pronta que só espera a trigésima rodada para sair do forno.

São dias e semanas de especulação, tratando cada lance dos jogos como fortes suspeitas de favorecimento ou falta de vontade. É importante entender quão delicada é essa questão. Para começar é uma falta de respeito com os jogadores. Debater se os profissionais de determinada agremiação estavam ou não interessados na vitória é desconsiderar o trabalho de cada um deles.

Além disso, é puro exercício da especulação. Afinal, sem provas essas insinuações ficam perto do ridículo.

As análises técnicas são deixadas de lado. Esquecem que um time em segundo lugar na tabela é naturalmente favorito contra um que está em décimo. Reduzir uma vitória do melhor colocado é falta de informação sobre o campeonato.

É triste constatar que semana após semana as perguntas continuam as mesmas. “Força total?”, “vão jogar pra valer?” ou “querem ganhar?” deveriam soar estranho aos ouvidos dos atletas e treinadores envolvidos. Mas infelizmente, eles já devem estar acostumados.

Siga também no twitter: http://www.twitter.com/juniorlourenco

Liga dos Campeões: quarta rodada

Bale, de novo

Gareth Bale teve grande atuação contra a Internazionale pela terceira rodada, jogando na Itália. Repetiu o feito no estádio do Tottenham e foi o destaque da incrível vitória dos ingleses por 3 a 1. Bale fez o que quis pelo lado esquerdo do ataque. Maicon e Lúcio vão se lembrar dele por algum tempo.

Inzaghi, de novo

No clássico europeu da rodada Milan e Real Madrid empataram por 2 a 2. Os dois gols do Milan foram de Filippo Inzaghi, que se tornou o maior artilheiro em competições europeias com 70 gols. Inzaghi é mesmo outro jogador quando atua em partidas continentais. Decisivo, evitou o que poderia ser outra derrota do irregular Milan.

Chelsea e Bayern, de novo

Com a quarta vitória Chelsea e Bayern de Munique são os únicos times com 100% de aproveitamento até aqui. Para o Chelsea, nenhuma surpresa pois o time de Carlo Ancelotti tem boa campanha também pela liga inglesa. Mas curiosamente, o Bayern tem tropeçado no primeiro turno do campeonato alemão. Talvez a fragilidade do seu grupo na Champions (Roma, Basel e Cluj) explique esse sucesso.

Confira os resultados da quarta rodada:

Grupo A

Tottenham(ING) 3×1 Internazionale(ITA)
Werder Bremen(ALE) 0x2 Twente(HOL)

Grupo B

Hapoel Tel-Aviv(ISR) 0x0 Schalke 04(ALE)
Benfica(POR) 4×3 Lyon(FRA)

Grupo C

Valencia(ESP) 3×0 Rangers(ESC)
Bursaspor(TUR) 0x3 Manchester United(ING)

Grupo D

Rubin Kazan(RUS) 0x0 Panathinaikos(GRE)
Copenhagen(DIN) 1×1 Barcelona(ESP)

Grupo E

Basel(SUI) 2×3 Roma(ITA)
Cluj(ROM) 0x4 Bayern de Munique(ALE)

Grupo F

Chelsea(ING) 4×1 Spartak Moscou(RUS)
Zilina(ESQ) 0x7 Olympique de Marselha(FRA)

Grupo G

Auxerre(FRA) 2×1 Ajax(HOL)
Milan(ITA) 2×2 Real Madrid(ESP)

Grupo H

Partizan(SER) 0x1 Braga(POR)
Shakhtar Donetsk(UCR) 2×1 Arsenal(ING)

Siga também no twitter: http://www.twitter.com/juniorlourenco