Os limites da admiração

Zico finalmente voltou ao Flamengo. Depois de anos com a torcida sonhando em vê-lo como técnico, dirigente e até mesmo presidente, o Galinho retornou no mês de Junho como Diretor Executivo do clube. Na bagagem, a experiência como treinador no Japão, na Turquia e no Uzbequistão. No discurso, a tentativa em tornar o Flamengo um clube profissional, apoiado na gestão da atual presidente, Patrícia Amorim.

A admiração que os flamenguistas tem por Zico não é comparável com a de nenhuma outra torcida. Talvez nem Pelé para os santistas ou Rogério Ceni para os são paulinos – e aqui não se discute a qualidade técnica, mas sim a representatividade dos jogadores – sejam tão importantes para seus torcedores. Por isso, sua volta era tão aguardada.

Mesmo assim, os recentes maus resultados trouxeram à tona uma curiosa repercussão. Em tímidas manifestações, especialmente no mundo virtual, alguns torcedores já começam a fazer críticas ao trabalho do Galinho. A torcida demonstra insatisfação com o desempenho do time e exige melhorias. Claro que ainda são reclamações esporádicas, mas é interessante notar como a paciência do torcedor é curta. Até com o Zico.

Zico com a camisa do Flamengo

Siga também no twitter: https://epenalti.wordpress.com

Advertisements

About Junior Lourenço
25 anos, jornalista e publicitário. Editor do blog É Pênalti e do 30jardas – a comunidade do polo brasileiro (http://www.30jardas.com.br). Colunista de Marketing Esportivo do site Trivela.com- (http://trivela.uol.com.br/especial/marketing/) Siga também no twitter – http://www.twitter.com/juniorlourenco

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s