Dia 20 – Prévia das quartas – Parte 1

Holanda x Brasil – 02/07 – 11:00

Protagonistas de confrontos equilibradíssimos e emocionantes em 1994 e em 1998, Brasil e Holanda voltam a se enfrentar em uma Copa do Mundo. Com campanhas sólidas e boas exibições até aqui, as equipes fazem um dos jogos mais aguardados dessa fase. A Holanda tem cem por cento de aproveitamento, com quatro vitórias em quatro jogos. Se não exibiu um futebol ofensivo e insinuante como se esperava pela qualidade de seus jogadores, mostrou um time seguro e que foi ameaçado em poucos momentos.

A volta ao time titular de Arjen Robben é muito importante. Nas oitavas de final ele começou pela primeira vez como titular e fez o gol da vitória. Se o jogador do Bayern de Munique estiver inspirado, ele é perigoso para qualquer seleção.

O Brasil fez dois jogos abaixo da expectativa contra Coreia do Norte e Portugal, mas teve ótimas atuações contra Costa do Marfim e Chile. Já é sabido que o time brasileiro é fortíssimo na defesa e tem um excelente contra-ataque, mas mostrou ter alternativas. Foi assim contra os marfinenses, por exemplo, quando conseguiram criar chances ofensivas mesmo com o pouco espaço cedido.

Elano e Felipe Melo machucados, e Ramires suspsenso, são os desfalques. Para o lugar deles, devem entrar Dani Alves e Josué. 

Times-base

Holanda: Stekelenburg; Van Der Wiel, Heitinga, Mathijsen, Van Bronckhorst; Van Bommel, De Jong, Robben, Sneijder, Kuyt; Van Persie

Brasil: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan, Michel Bastos; Gilberto Silva, Josué, Dani Alves, Kaká; Robinho, Luís Fabiano

Campanha

Holanda: 2×0-Dinamarca; 1×0-Japão; 2×1-Camarões; 2×1-Eslováquia
Brasil: 2×1-Coreia do Norte; 3×1-Costa do Marfim; 0x0-Portugal; 3×0-Chile

Romário fez um dos três gols brasileiros contra a Holanda em 1994

Uruguai x Gana – 02/07 – 15:30

Depois de 40 anos, o Uruguai disputará as quartas de final de um Mundial. Gana é a única equipe africana que resta no torneio. Esses já seriam ingredientes suficientes para um grande duelo. Mas o potencial demonstrado por essas seleções e que as credencia para uma eventual semifinal, vai adicionar ainda mais para o espetáculo

De um lado, os uruguaios que começaram empatando com a França, golearam a África do Sul e derrotaram o México. Com grandes atuações de Forlán e Suárez, a albiceleste está de novo em fases decisivas. Nas oitavas de final, a dramática vitória contra a Coreia do Sul entrou para a história, e agora eles estão a um passo da vaga nas semifinais.

De outro lado, Gana carrega o apoio do continente africano. E já mostraram não sentir o peso de tal responsabilidade, após derrotar os Estados Unidos no último jogo, mesmo sendo a única equipe da África a chegar a tal fase. Antes disso, a campanha com quatro pontos mostrou uma equipe muito forte na defesa, mas sem muito poder ofensivo. Prova disso é que os dois gols feitos nos três primeiros jogos foram através de pênaltis. Tudo isso mudou nas oitavas de final, com a vitória na prorrogação por 2 a 1, com belos gols de Prince Boateng e Gyan.

Se vencer, Gana será a primeira seleção africana a chegar nas semifinais. Conseguirão os ganeses fazer história?

Times-base

Uruguai: Muslera; M.Pereira, Lugano, Godín, Fucile; Arévalo, Pérez, A.Pereira, Forlán; Cavani, Suárez

Gana: Kingson; Inkoom, Pantsil, Mensah, Jonathan, Sarpei; Annan, Prince Boateng, Asamoah, Ayew; Gyan

Campanhas

Uruguai: 0x0-França; 3×0-África do Sul; 1×0-México; 2×1-Coreia do Sul
Gana: 1×0-Sérvia; 1×1-Austrália; 0x1-Alemanha; 2×1-Estados Unidos

A última semifinal dos uruguaios foi em 1970

Amanhã, a parte 2 das quartas de final com informações sobre Alemanha x Argentina e Espanha x Paraguai.

Siga também no twitter: http://www.twitter.com/juniorlourenco

Advertisements

About Junior Lourenço
25 anos, jornalista e publicitário. Editor do blog É Pênalti e do 30jardas – a comunidade do polo brasileiro (http://www.30jardas.com.br). Colunista de Marketing Esportivo do site Trivela.com- (http://trivela.uol.com.br/especial/marketing/) Siga também no twitter – http://www.twitter.com/juniorlourenco

2 Responses to Dia 20 – Prévia das quartas – Parte 1

  1. Gilberto Orlandi says:

    A expectativa, acima de qualquer torcida por vitória, é que o primeiro jogo das quartas se equipare às belas exibições de 94 e 98.
    É clara a relevância da vitória, mas acredito que seja possível enxergar além do placar final.
    Abraço e bom jogo!

  2. Eddu says:

    Inversão de papéis…é assim que podemos resumir o jogo de hoje.

    Um primeiro tempo quase que impecável da seleção brasileira, dominando o meio de campo, partindo rápido em contra-ataque, marcando muito bem os jogadores chave da Holanda…e ganhando por 1×0.
    Ao término da primeira etapa, até os mais pessimistas dos torcedores brasileiros não imaginavam o que iria acontecer ao jogo ser retomado.
    O que houve?? como um time pode se desestruturar com um gol de empate??? Será que os jogadores sentiram a importancia de uma quartas de final??
    Segundo tempo vergonhoso, o Brasil foi um time sem atitudes, sem controle emocional e o pior, sem comandante.

    Sinceramente…eu esperava muito mais dessa seleção, achei até que estrelas como Ronaldinho Gaúcho não faria falta nessa equipe…Mas fui desapontado, e como a maioria dos brasileiros diziam…esse time é somente os onze jogadores titulares, o resto é tapa buracos.

    Abraços Juninho…e vamos esperar mais 4 anos na fila.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s